+351 21 842 71 00

Acordo permite melhorar comunicações móveis para médicos durante a pandemia

A Ordem dos Médicos está ciente dos desafios que a pandemia COVID-19 acarreta para os médicos e para os restantes profissionais de saúde. Como tal, a instituição tem sido proativa na busca constante de soluções e sugestões para apoiar os os Colegas no exercício das suas funções.

Os resultados foram claros e permitiram o alargamento das comunicações, como se poderá constatar através do seguinte comunicado:

 

Caro(a) colega,

A telemedicina em tempo de pandemia é uma ferramenta essencial na relação médico-doente, adquirindo maior relevo nos dias que vivemos. Permite a comunicação, seguimento e vigilância dos doentes, assim como o contacto entre colegas e outros profissionais de saúde, na resolução dos problemas que surgem diariamente.

Com o propósito de a tornar mais robusta, a Ordem dos Médicos construiu uma base de dados com as necessidades de comunicações móveis nas instituições de saúde, a partir dos contributos dados pelos médicos de todo o país.

 Assim, as mesmas dividem-se em três áreas:

  1. alargamento de plafonds/tarifários de telefones de uso pessoal;
  2. cartões SIM adicionais com tarifários alargados;
  3. equipamentos + cartões SIM adicionais com tarifários alargados.

 

Estando a Ordem dos Médicos a desenvolver esforços junto das operadoras de telecomunicações em Portugal no sentido da solicitação do seu apoio, é com grande alegria que comunicamos o acordo celebrado entre a Secretaria de Estado da Transição Digital, o Ministério da Saúde e a NOS, a ALTICE, a NOWO e a Vodafone, que permitirá mensalmente aos profissionais de saúde o acesso, no seu número de telefone móvel, a:

  • 10 mil minutos de voz para redes fixas e móveis nacionais;
  • 10 mil SMS para redes móveis nacionais;
  • 10 GB de dados.

Mais informações e formulário para solicitar a ativação dos benefícios em covid19estamoson.gov.pt.

Deste modo, as necessidades de alargamento de plafonds/tarifários dos telefones de uso pessoal dos médicos estão asseguradas.

Para suprir as necessidades de cartões e equipamentos nas instituições de saúde, a Ordem dos Médicos mantém-se em contacto diário com as operadoras, solicitando o seu apoio também neste ponto.

Continuamos firmes nas soluções para ajudar a superar esta pandemia. 

Acreditamos que a generosidade não tem limites.

A Ordem dos Médicos está profundamente grata.

 

Inês Morgadinho B. de Mesquita

Vogal do Conselho Regional do Centro da Ordem dos Médicos

Miguel Guimarães

Bastonário da Ordem dos Médicos