+351 21 151 71 00

Projeto de investigação – organização em saúde

A pedido dos investigadores divulgamos um projeto que visa compreender comportamentos contraprodutivos nas organizações de saúde, com particular foco nos comportamentos de bloqueio de fluxo de informação, partilha de conhecimento, e aspetos relacionais e organizacionais que o possibilitam e condicionam. Dada a atual urgência em desenvolver soluções organizacionais e de gestão para maximizar o acesso e a qualidade de todo o tipo de cuidados médicos decorrente das exigências da atual pandemia, esta investigação tem os seguintes objetivos:

             – Ajudar a reduzir constrangimentos e pressões sobre os trabalhadores de saúde;
– Desenvolver matrizes e práticas de gestão orientadas para configurações de equipa e gestão de equipas;
– Compreender e solucionar a influência de práticas de gestão nos bloqueios de informação;
– Compreender esses mesmos fatores ao nível psicossocial entre profissionais de saúde;
– Maximizar o desempenho e a capacidade de resposta com orientação para a divulgação de informação e conhecimento.

Os investigadores solicitam a participação dos profissionais de saúde nacionais para preenchimento do questionário que se encontra disponível AQUI, inserido no âmbito de um projeto de investigação financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) (2020.06596.BD) para obtenção do grau de Doutor em Gestão pelo ISEG – Universidade de Lisboa.

O projeto de investigação encontra-se a ser desenvolvido pelo aluno Tiago Gonçalves, com orientação da Professora Doutora Carla Curado, e procura analisar fatores de mobilização e partilha de conhecimento entre profissionais de saúde em Portugal.

No questionário ser-lhe-ão solicitadas respostas a diferentes questões, assim como breves análises de afirmações cuja resposta deverá refletir a sua experiência e opinião pessoal. A sua participação é indispensável, pelo que os investigadores pedem que responda da forma mais verdadeira possível às questões. Não há respostas certas nem erradas, pelo que solicitam a sua sinceridade na escolha das opções.

Todas as informações recolhidas são consideradas de carácter confidencial e têm objetivos puramente académicos.