+351 21 842 71 00

OM acompanha jovens especialistas à Assembleia da República

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, e Carlos Cortes, presidente da Secção Regional do Centro da OM, acompanharam um grupo de jovens especialistas à Comissão Parlamentar de Saúde para entregar uma Carta Aberta a exigir a abertura dos concursos que esses novos médicos aguardam desde abril e outubro de 2017. A Carta Aberta, em nome dos 710 recém-especialistas das áreas hospitalares e de saúde pública que aguardam a abertura dos concursos, foi subscrita por mais de três mil médicos.

Catarina Perry da Câmara (Conselho Nacional do Médico Interno) e dois representantes dos sindicatos (SIM e FNAM) também integraram a delegação que se deslocou à Assembleia da República num apelo comum: é preciso abrir os concursos que estão estagnados há quase um ano.“A Saúde não pode esperar”, salientou o bastonário.

“Nós devíamos estar ao serviço dos doentes onde somos mais necessários. O país precisa de nós”, afirmou ainda Inês Mesquita,  vogal da SRCOM e porta-voz do grupo de recém-especialistas.

Miguel Guimarães reafirmou o apoio aos jovens médicos que estão há meses numa situação de indefinição, reforçando o “apelo” aos deputados para que se empenhem em “salvar o SNS.”

“Os médicos já não acreditam no ministro da Saúde”, sublinhou. Também para Carlos Cortes, Adalberto Campos Fernandes “não é capaz de fazer o trabalho que lhe compete”.