+351 21 842 71 00

Médicos de família – Por um Portugal mais saudável

Assinalou-se, dia 19 de maio, o Dia Mundial do Médico de Família e não podia deixar passar a data sem destacar o contributo essencial que todos os especialistas em Medicina Geral e Familiar têm dado à profissão. Ao país!

Esta efeméride assinala-se globalmente desde 2010, mas, olhando para os últimos anos, é impossível ignorar a gradual deterioração do Serviço Nacional de Saúde e as adversidades com que os especialistas de Medicina Geral e Familiar se têm defrontado. Hoje, a lista de 1900 utentes por médico de família é ‘só’ um dos exemplos gritantes de como se continuam a degradar as condições de trabalho destes profissionais, colocando em risco as boas práticas médicas e prejudicando a qualidade dos cuidados de saúde prestados aos portugueses.

Os médicos de família são a primeira linha de resposta à população e muito têm contribuído para a evolução e reorganização dos cuidados de saúde primários, uma rede essencial à Saúde do país.

Neste dia em particular – e no final de uma semana em que a Comunicação Social noticiou a agressão física a um colega pelo companheiro de uma utente (à qual se recusou a passar uma baixa clínica ilegal e injustificada) –, sinto renovada e reforçada a convicção da importância de ser médico. E deixo, não apenas hoje mas sempre, o meu louvor a estes profissionais, fundamentais a um sistema de saúde eficiente e a um Portugal mais saudável.

O meu muito obrigado, em nome de todos os colegas e de todos os utentes!

Miguel Guimarães

Bastonário da Ordem dos Médicos

19 de maio de 2018