Situação a 20/09/2021:

Ver gráfico maior

 

A Ordem dos Médicos e o Instituto Superior Técnico apresentaram no dia 14 de julho de 2021, um novo Indicador de Avaliação da Pandemia. Esta ferramenta combina vários indicadores parciais para, em tempo real, ser possível ter uma perceção adequada do risco para a saúde das pessoas que a pandemia está a acarretar.

Através de um gráfico com uma escala cromática, que varia desde a atividade residual até à rutura, o indicador traduz o dia em que nos encontramos numa pontuação. Aos 100 pontos é considerado que foi atingido o nível crítico. Este indicador permite ainda projetar onde estaríamos sem as vacinas.

Para avaliar a atividade da pandemia é incluída a incidência e a transmissibilidade (Rt), mas com valores a apenas sete dias, e para aferir a gravidade da doença o indicador integra, também, a letalidade e os internamentos em enfermaria e em cuidados intensivos.

A forma transparente, simples e flexível como os indicadores parciais são combinados permite, ainda, que o modelo seja aberto e facilmente adaptável a novas fases e variantes da pandemia com que nos venhamos a confrontar.