+351 21 842 71 00

Exemplo de teste de saida da especialidade

1 – Relativamente ao diagnóstico e avaliação de Asma Brônquica e de acordo com o Projecto GINA, identifique a afirmação falsa:
A – O diagnóstico de asma usualmente é baseado na presença de sintomas característicos
B – O estudo da função pulmonar, particularmente a demonstração da reversibilidade da obstrução brônquica aumenta a confiança no diagnóstico
C – Quando a função respiratória é normal, a avaliação da hiperreactividade brônquica mediante estimulação com metacolina, ajuda ao diagnóstico e traduz-se por um decréscimo no FEV1 de 12% e 200mL
D – A melhoria rápida dos sintomas pós exercício, após a inalação de beta dois agonistas suporta o diagnóstico de asma
E – A identificação de variabilidade é importante para o diagnóstico

2 – Relativamente à prevenção da Asma Brônquica, e de acordo com o Projecto GINA, identifique a afirmação falsa:
A – Os beta bloqueantes podem exacerbar a asma
B – A aspirina e os anti-inflamatórios não esteróides, em pessoas com história de sensibilização, podem provocar uma exacerbação grave de asma
C – A N-acetilcisteína reduz as exacerbações de asma
D – Nas crianças o tratamento antibiótico da sinusite bacteriana reduz a gravidade da asma
E – O refluxo gastroesofágico pode exacerbar a asma, pelo que a sua terapêutica reduz a gravidade da asma

3 – Relativamente à terapêutica da Asma Brônquica e de acordo com o Projecto GINA, identifique a afirmação falsa:
A – Os antileucotrienos são usados como terapêutica de primeira linha na asma ligeira persistente do adulto
B – Tem sido descrita uma aparente associação entre a administração de antileucotrienos e o aparecimento da Síndrome de Churg Strauss
C – Os beta 2 agonistas de longa acção não devem ser utilizados em monoterapia
D – A imunoterapia específica só deve ser considerada quando a asma não se encontra controlada após evicção alergénica ambiental e administração de corticoterapia inalada
E – O formoteral pode ser utilizado como medicação de alívio, mas apenas em doentes a fazer concomitantemente, como medicação de controlo glucocorticoides inalados

4 – Relativamente ao papel dos glucocorticóides sistémicos na terapêutica das exacerbações agudas de Asma Brônquica, e de acordo com o Projecto GINA, identifique a afirmação falsa:
A – Os glucocorticóides sistémicos previnem a progressão da exacerbação
B – Os glucocorticóides sistémicos reduzem a necessidade de referenciação a um serviço de urgência
C – Os principais efeitos dos glucocorticóides sistémicos são evidentes após uma hora da sua administração
D – Os glucocorticóides sistémicos previnem a recaída após uma ida a um serviço de urgência
E – A dose típica recomendada de glucocorticóides orais é de 40-50 mg de de prednisolona, por dia, durante 5-10 dias

5 – Relativamente ao diagnóstico e avaliação da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) e de acordo com o Projecto GOLD (actualização 2007), identifique a afirmação falsa:
A – Todos os doentes com suspeita de DPOC devem efectuar uma espirometria
B – A presença de obstrução brônquica é definida por uma razão FEV1/FVC < 0,70 pós broncodilatação
C – O grau de resposta ao broncodilatador é preditor da progressão da doença
D – A avaliação da gravidade da doença é dada pelo grau de obstrução brônquica
E – O teste de broncodilatação é considerado positivo quando se constata um aumento de 12% e 200mL no valor do FEV1pré broncodilatação

6 – Relativamente à terapêutica da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) e de acordo com o Projecto GOLD (actualização 2007), identifique a afirmação falsa:
A – Os tratamentos de cessação tabágica têm uma boa relação custo efectividade
B – Todos os profissionais de saúde devem proporcionar uma intervenção breve encorajando os fumadores a deixar de fumar
C – Todas as formas de terapêutica de substituição da nicotina (TSN) são mais eficazes do que o placebo
D – A úlcera péptica não tratada não constitui uma contraindicação à TSN
E – A angina instável constitui uma contraindicação à TSN
7 – Relativamente à terapêutica da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) e de acordo com o Projecto GOLD (actualização 2007), identifique a afirmação falsa:
A – O ambroxol não tem indicação sustentada na terapêutica da DPOC estável
B- A N-acetilcisteína tem indicação na redução das exacerbações, apenas nos doentes não tratados com corticosteróide inalados
C- A via inalatória é uma via preferencial de administração de fármacos
D – Os nebulizadores não estão indicados de uma forma regular pois são mais dispendiosos e exigem uma manutenção regular
E – A associação de corticosteróides inalados aos beta dois agonistas inalados é tão eficaz como cada um dos monocomponentes isoladamente, quer em termos de melhoria da função pulmonar, quer de melhoria do estado de saúde

8 – Relativamente à prevenção e à terapêutica das exacerbações da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) e de acordo com o Projecto GOLD (actualização 2007), identifique a afirmação falsa:
A – A vacinação antigripal está indicada em todos os doentes com DPOC
B – A vacina antipneumocócica está indicada em todos os doentes com DPOC
C – Os corticosteroides sistémicos são benéficos na terapêutica das exacerbações da DPOC
D – A duração recomendada da corticoterapia sistémica é de 7-10 dias
E – Os corticosteróides inalados previnem as exacerbações em doentes sintomáticos com FEV1 < 50% do previsto e história de exacerbações de repetição

9 – No que diz respeito à Pneumonia Adquirida na Comunidade e aos microorganismos atípicos, identifique a afirmação falsa:
A – Presentemente o conceito de atípico deve ser reservado para denominar um conjunto de micoorganismos atípicos.
B – O Mycoplasma pneumoniae, a Chlamydia pneumoniae e a Coxiella burnetii são microorganismos atípicos
C – Os microorganismos atípicos caracterizam-se por crescimento extracelular
D – Os microorganismos atípicos caracterizam-se por apresentarem ausência de sensibilidde aos beta lactâmicos
E – Quando se recorre aos meios complementares mais habituais, os microorganismos atípicos caracterizam-se pela dificuldade diagnóstica

10 – No que diz respeito à Pneumonia Adquirida na Comunidade e relativamente à prevalência de microorganismos em condições particulares, identifique a afirmação falsa:
A – Os bacilos entéricos gram negativos são frequentes em indivíduos residentes em lares/casas de repouso
B – A Pseudomonas aeruginosa e o Staphylococcus aureus são de considerar sempre que haja doença estrutural pulmonar
C – Os bacilos entéricos gram negativos são de considerar em todos os indivíduos com mais de 65 anos
D – Na toxifilia EV são de considerar os Staphylococcus spp
E – Nos indivíduos expostos a gatas grávidas deve ser considerada a Coxiella burnetti

11 – No que diz respeito à Pneumonia Adquirida na Comunidade, identifique o factor modificador que não aumenta o risco de infecção por Pneumococos resistentes a antibióticos
A – Idade superior a 65 anos
B – Alcoolismo
C – Terapêutica com beta lactâmicos nos três meses anteriores
D – Co-morbilidades múltiplas
E – Doença estrutural pulmonar

12 – No que diz respeito à terapêutica antibiótica na Pneumonia Adquirida na Comunidade, identifique a afirmação falsa:
A – A antibioterapia deve iniciar-se precocemente dentro de 6 horas após o diagnóstico
B – Os macrólidos ou a levofloxacina estão indicados respectivamente como 1ª opção e alternativa, na terapêutica antibiótica em doentes ambulatórios sem factores modificadores
C – Os beta lactâmicos + macrólidos ou a levofloxacina estão indicados como 1ª opção na terapêutica antibiótica em doentes ambulatórios com factores modificadores
D – Em caso de suspeita de pneumonia de aspiração está indicada a amoxicilina/clavulanato em dose elevada
E – A duração ideal do tratamento antibiótico não está estabelecida na literatura, recomendando-se a sua manutenção por 10-14 dias.
13 – Relativamente à terapêutica da Tuberculose, identifique a afirmação falsa:
A – O tratamento implica no regime standard a utilização simultânea de vários antibacilares (Isoniazida, Rifampicina, Pirazinamida, e Etambutol)
B – A Isoniazida actua mediante a inibição da síntese do ácido micólico na parede celular
C – A Rifampicina inibe a produção da síntese de RNA
D – A Pirazinamida actua sobre a membrana celular
E – De todos antibacilares supracitados, a Isoniazida é a única que actua sobre os bacilos quiescentes

14 – Relativamente ao diagnóstico de tuberculose latente, identifique a afirmação falsa:
A – O teste tuberculínico é o melhor meio de diagnóstico de infecção tuberculosa
B- Numa pessoa com passado de exposição ao bacilo da tuberculose, desenvolve-se uma reacção de hipersensibilidade retardada (às 72 horas)
C – Nas pessoas infectadas recentemente (de novo) pelo Mycobacterium tuberculosis a reacção só tem tradução 3-8 semanas após a infecção
D – O teste tuberculínico pode ser efectuado em pessoas vacinadas com vírus vivos há menos de um mês
E – O teste tuberculínico pode ser efectuado em mulheres grávidas

15 -. Relativamente às indicações para tratamento de tuberculose latente, identifique a afirmação falsa:
A – Contactos próximos de doentes bacilíferos com teste tuberculínico superior a 15 mm
B – Trabalhadores de saúde em que se comprove uma viragem tuberculínica
C – Toxicodependentes com teste tuberculínico superior a 15 mm
D – Portadores de lesões sequelares de tuberculose com teste tuberculínico superior a 5 mm
E – Doentes com imunodepressão prolongada e com com teste tuberculínico superior a 10 mm

16 – Relativamente à terapêutica da tuberculose latente, identifique a afirmação falsa:
A – O esquema com isoniazida (H) é o aconselhado pela ATS/ERS
B – A existência de doença hepática prévia não contra indica a sua utilização
C – A duração do esquema (H) é de 9 meses em regime diário ou bissemanal
D – O tratamento (H) durante 9 meses confere uma protecção de 90%
E – O tratamento (H) durante 6 meses confere uma protecção de 70%

17 – Constituem critérios major para o diagnóstico de Fibrose Pulmonar Idiopática na ausência de biópsia todos os seguintes, excepto:
A – Evidência de quadro funcional restritivo
B – Diminuição da capacidade de difusão alveolocapilar
C – Biopsia pulmonar transbrônquica sem evidência de diagnóstico alternativo
D – Alterações bibasais reticulares na TAC de alta resolução
E – Idade superior a 50 anos

18 – Relativamente aos achados imagiológicos observados através de TAC torácica nas Pneumonias Intersticiais Idiopáticas assinale a afirmação falsa:
A – A presença de nódulos centrilobulares é frequente na Bronquiolite Respiratória associada a doença intersticial (RBILD)
B – Podem-se observar consolidações na Pneumonia Intersticial não específica (NSIP) e na Pneumonia Organizativa (OP)
C – Alterações em favo de mel são características da Pneumonia Intersticial Usual (UIP)
D – As bronquiectasias de tracção são características da NSIP
E – É rara a existência de vidro despolido na UIP

19 – Podem apresentar padrão histológico de UIP todas as seguintes condições clínicas, excepto:
A – Sarcoidose
B – Doenças do tecido conjuntivo
C – Asbestose
D – Pneumonite de hipersensibilidade crónica
E – Fibrose Pulmonar Idiopática

20 – Podem apresentar padrão histológico de NSIP todas as seguintes condições clínicas, excepto:
A – Pneumonite de Hipersensibilidade
B – Doenças do tecido conjuntivo
C – Infecções
D – Pneumonite medicamentosa
E – RBILD

21 – Relativamente à Sarcoidose, assinale a afirmação verdadeira:
A – A prevalência é maior entre os 40 e os 50 anos
B – Habitualmente apresenta-se de forma menos severa na raça negra
C – O eritema nodoso associado é comum em japoneses
D – A mortalidade global é de 1 a 5%
E – Todas as afirmações anteriores são falsas

22 – Relativamente à Sarcoidose, assinale a afirmação falsa:
A – Sintomas constitucionais inespecíficos podem ocorrer em cerca de 1/3 dos doentes
B – As hemoptises são frequentes
C – A sarcoidose é uma causa importante de febre de origem não identificada
D – O hipocratismo digital é raro
E – Os fervores estão presentes na auscultação em menos de 20% dos doentes

23 – Constituem factores de mau prognóstico na Sarcoidose todos os seguintes, excepto:
A – Infiltrados pulmonares progressivos
B – Lúpus pernio
C – Idade de aparecimento superior a 40 anos
D – Uveite aguda
E – Nefrocalcinose

24 – Constituem diagnósticos diferenciais de Sarcoidose linfática todos os seguintes, excepto:
A – Tuberculose
B – Doença de Kikuchi
C – Infecção fúngica
D – Doença de Hodgkin
E – Linfoma não Hodgkin

25 – Relativamente às complicações da Biopsia Transtorácica, assinale a afirmação verdadeira:
A – A hemorragia é mais frequente do que o pneumotórax
B – O risco de pneumotórax é superior nas lesões a mais de 2 cm da pleura
C – O risco de hemorragia é superior nas lesões mais periféricas
D – O risco de pneumotórax é superior nas lesões de menor dimensão (< 2 cm de diâmetro)
E – Pode ocorrer hemorragia numa percentagem superior a 10% dos doentes

26 – A Lavagem Broncoalveolar pode ser diagnóstica em todos os seguintes quadros clínicos, excepto:
A – Pneumonia eosinofílica
B – Fibrose pulmonar idiopática
C – Proteinose alveolar
D – Granulomatose de células de Langerhans
E – Asbestose

27 – Relativamente à terapêutica laser endoluminal, assinale a afirmação verdadeira:
A – Não tem indicação em patologia tumoral benigna
B – A taxa de mortalidade oscila entre os 3 a 5%
C – O laser CO2 é o ideal nas lesões das cordas vocais
D – As complicações são maiores através de broncofibroscopia flexível
E – Todas as afirmações anteriores são falsas

28 – A biopsia pulmonar transbrônquica assume maior acuidade diagnóstica no seguinte quadro clínico:
A – Fibrose pulmonar idiopática
B – Pneumonia Organizativa Criptogénica
C – Linfangioleiomiomatose
D – Silicose
E – Sarcoidose

29 – Relativamente ao Cancro do Pulmão assinale a afirmação falsa:
A – O adenocarcinoma é actualmente o tipo histológico mais prevalente
B – A evidência de cavitação é mais frequente no carcinoma epidermóide
C – O padrão em vidro despolido é frequente no adenocarcinoma não mucinoso
D – O carcinoma pleomórfico é uma variante do carcinoma de pequenas células
E – Os tumores carcinóides representam entre 1 a 5% dos tumores pulmonares

30 – Relativamente ao Carcinoma de pequenas células assinale a afirmação verdadeira:
A – A localização metastática mais frequente situa-se aos linfáticos extratorácicos
B – Diagnostica-se como doença limitada em cerca de 40% dos casos
C – A pneumonia pós-obstrutiva é frequente
D – A evidência radiológica de cavitação é frequente
E – As síndromes paraneoplásicas são menos frequentes do que nos outros tipos histológicos

31 – Relativamente ao Nódulo Solitário assinale a afirmação falsa:
A – Inclui nódulos sarcoidóticos
B – É mais frequente em jovens
C – É mais frequente em fumadores
D – Inclui tumores lipomatosos
E – Inclui quistos broncogénicos

32 – Relativamente à metastização pulmonar assinale a afirmação falsa:
A – A ressecção repetida de metástases pulmonares tem demonstrado boa sobrevida
B – Metástases pulmonares associadas a metastização extratorácica não têm indicação cirúrgica
C – A avaliação mediastínica ganglionar prévia à metastectomia pulmonar é obrigatória no carcinoma colorectal
D – A PET veio aumentar a capacidade de detecção das metástases pulmonares
E – A e C são verdadeiras

33 – São critérios para introdução de dreno torácico em derrames pleurais infecciosos todos os seguintes, excepto:
A – Existência de nível hidroaéreo
B – pH do líquido < 7.2
C – Glicose do líquido < 60 mg/dl
D – Derrame ocupando pelo menos 2/3 do hemitórax
E – Pús na cavidade pleural

34 – Constituem localizações primitivas major de derrames pleurais metastáticos todos os seguintes tumores, excepto:
A – Linfoma
B – Cólon
C – Ovário
D – Mama
E – Pulmão

35 – Relativamente ao mesotelioma assinale a afirmação falsa:
A – Apresenta-se habitualmente como derrame pleural bilateral
B – Apresenta-se habitualmente entre os 50 e 70 anos
C – Os doentes podem estar assintomáticos quando do diagnóstico
D – Localiza-se maioritariamente no hemitórax direito
E – B e D estão correctas

36 – São indicações cirúrgicas no Pneumotórax Espontâneo Primário todas as seguintes, excepto:
A – Persistência de fuga aérea superior a 48 horas
B – Recorrência homolateral
C – Contexto ocupacional de risco
D – Existência de bolha única de grandes dimensões
E – Reexpansão incompleta do pulmão

37 – Relativamente a um doente com hipersonolência diurna, identifique a afirmação falsa:
A – A paralisia do sono e as alucinações hipnagógicas apontam para o diagnóstico de narcolepsia
B – Uma história de roncopatia e de apneias visualizadas apontam para o diagnóstico de síndroma de apneia obstrutiva do sono
C – Uma das causas de hipersonolência diurna pode ser a privação do sono
D – Os doentes com narcolepsia não referem melhoria típica da hipersonolência após a realização de uma sesta
E – A hipersonolência diurna pode ser explicada pela administração de fármacos

38 – Relativamente à quantificação da hipersonolência diurna, identifique a afirmação falsa:
A – A escala de Epworth é um método subjectivo de quantificar a hipersonolência diurna
B – Na escala de Epworth o cut off point indicativo de hipersonolênca é um score superior a 13
C – O teste de latência múltipla ao sono (MSLT) constitui um método objectivo de quantificar a hipersonolência diurna
D – O teste de manutenção da vigília constitui um método alternativo ao teste de latência múltipla ao sono
E – Para a correcta aplicação de um teste de latência múltipla ao sono (MSLT) recomenda-se a realização de um mínimo de 4 sestas

39 – Relativamente às consequências fisiopatológicas da Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono, identifique a afirmação falsa:
A – A fragmentação do sono constitui uma das principais consequências fisiopatológicas
B – A hipoxémia secundária aos eventos respiratórios constitui uma das principais consequências fisiopatológicas
C – Os elevados níveis de pressão negativa intratorácica constituem uma importante alteração fisiopatológica dos doentes com Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono
D – Os eventos respiratórios e as suas consequências fisiopatológicas contribuem para o estabelecimento de um estado de hipocoagulação
E – Os eventos respiratórios e as suas consequências fisiopatológicas contribuem para as principais complicações associadas à Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono

40 – Relativamente à terapêutica da Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono, identifique a afirmação falsa:
A – O CPAP nasal está indicado em todos o doentes com IAH > 30 eventos/hora
B – O CPAP nasal está indicado em todos o doentes com IAH entre 5 e 30 eventos/hora se associadamente existir hipersonolência diurna
C – Os dilatadores nasais não estão indicados no tratamento da Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono
D – O CPAP nasal está indicado em todos o doentes com IAH entre 5 e 15 eventos/hora porque reduz as suas complicações metabólicas
E – As próteses intraorais poderão estar indicadas nos doentes que ressonam e sem Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono