+351 21 842 71 00

Doseamento das hormonas tiroideias em indivíduos assintomáticos

Recomendação

Escolha não pedir por rotina o doseamento das hormonas tiroideias em indivíduos assintomáticos (excluindo gravidez).

Justificação

Não existe, de momento, evidência de benefício no rastreio ou tratamento do hipotiroidismo ou hipertiroidismo subclínico, em pessoas assintomáticas, nem está bem definido qual o limiar de TSH para iniciar tratamento. A maioria dos casos reverterão espontaneamente, particularmente nas pessoas com um TSH inferior a 10 mIU/L. Apenas uma pequena percentagem (até 5 ou 2%, respectivamente) irá progredir para doença clínica.

O doseamento das hormonas tiroideias em indivíduos assintomáticos poderá levar a resultados falsos positivos, sobrediagnóstico e sobretratamento, não sendo ainda bem conhecidos os efeitos secundários da medicação nestes indivíduos.

O pedido da função tiroideia está indicado nas seguintes situações: na presença de doentes com sintomas de disfunção tiroideia; no ajuste terapêutico em doentes com diagnóstico recente de hipotiroidismo ou hipertiroidismo; no diagnóstico e monitorização de alterações da função tiroideia na gravidez.

Outras situações mais raras incluem o diagnóstico e a monitorização do tratamento do hipotiroidismo central, resistência às hormonas tiroideias em órgãos-alvo e adenomas hipofisários secretores de TSH.

O pedido de avaliação da função tiroideia, quando realizado, deve ser feito recorrendo inicialmente à TSH, de forma isolada. Se o doseamento sérico da TSH estiver alterado, o pedido de T4 em pessoas com níveis de TSH anormais pode diferenciar entre disfunção subclínica da tiroide (níveis normais de T4) e disfunção ‘evidente’ (níveis anormais de T4).

A informação apresentada nesta recomendação tem um propósito informativo e não substitui uma consulta com um médico. Caso tenha alguma dúvida sobre o conteúdo desta recomendação e a sua aplicabilidade no seu caso particular, deve consultar o seu médico assistente.

Bibliografia

  • S. Preventive Services Task Force. Screening for thyroid dysfunction: U.S. Preventive Services Task Force recommendation statement. Ann Intern Med. 2015 May 5;162(9):641-50
  • UK Guidelines for the use of thyroid function tests, July 2016
  • The Royal Australian College of General Practitioners. Guidelines for preventive activities in general practice. 9th edn. East Melbourne, Vic: RACGP, 2016.

Uma recomendação de:

Colégio da Especialidade de Medicina Geral e Familiar da Ordem dos Médicos

Recomendação subscrita por:

Colégio da Especialidade de Estomatologia da Ordem dos Médicos

Choosing Wisely Portugal
Escolhas Criteriosas em Saúde