+351 21 842 71 00

Prescrição eletrónica médica

A Ordem dos Médicos (OM) assina hoje, quarta-feira, um protocolo com os SPMS que vai permitir a todos os médicos prescreverem receitas sem recurso a papel. A aplicação informática vai ficar disponível, de forma gratuita, para todos os médicos sem limite de receitas. Até agora, a PEM – Prescrição Eletrónica Médica – estava apenas disponível para os clínicos do SNS e a pequenos subscritores (menos de 40 receitas/mês) do setor privado. “É um grande avanço que vai facilitar a rotina profissional de milhares de médicos sem custos adicionais”, salienta Miguel Guimarães.

Com a assinatura, esta quarta-feira, do protocolo entre a Ordem a Médicos e os SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, a PEM (prescrição eletrónica médica) fica disponível para todos os médicos de forma gratuita e sem limite de receitas.

O alargamento da emissão de receitas médicas via eletrónica a todos os médicos é feita um ano depois de o sistema já ter sido disponibilizado aos pequenos prescritores que trabalham fora do SNS. Esta ferramenta, vai permitir uma maior segurança dos dados clínicos e a sua utilização em qualquer contexto público ou privado vai contribuir para gerar uma poupança individual na atividade clínica diária.

A Ordem vai ainda promover ações de sensibilização e formação em tecnologias de informação nas secções regionais e distritais, destinadas aos médicos que ainda recorram às receitas manuais.