+351 21 842 71 00

Renascença – “Proteger a relação médico-doente”. Ordem define tempos padrão para consultas

A Ordem dos Médicos vai estabelecer tempos padrão para a marcação de consultas médicas. Num documento elaborado com contributos dos Colégios de Especialidade, a Ordem aponta os tempos que as consultas devem durar em cada especialidade médica.

O objetivo é o de “preservar a qualidade” da intervenção médica e aumentar a organização do trabalho. “Isto não significa que cada médico não tenha o tempo que ache que deve ter”, ressalva o bastonário da Ordem dos Médicos, explicando que os tempos indicados dizem respeito à marcação de consultas pelas unidades de saúde.

“A pressão que existe sobre a saúde em Portugal, neste momento, é muito grande. Quer os doentes quer os médicos, muitas vezes, não têm o tempo que deviam ter para este contacto”, considera Miguel Guimarães. “Este documento pretende proteger a relação médico-doente, a qualidade da medicina, os direitos dos doentes e a qualidade de trabalho dos médicos”.

Veja a notícia completa