+351 21 842 71 00

Observador – Ordem dos Médicos recorre à lei para obrigar hospitais a divulgar cirurgias adiadas

Miguel Guimarães quer que os hospitais divulguem à Ordem o número de cirurgias adiadas como consequência da greve dos enfermeiros, desde o início da paralisação e até esta sexta-feira, o nível de prioridade de cada cirurgia e a patologia de cada doente.

O bastonário pede ainda que seja indicada a data de inscrição de cada doente no sistema de gestão de cirurgias, para se saber quanto tempo o doente esperou até uma cirurgia que viu ser adiada, bem como a data de reagendamento da operação ou a indicação de que não houve ainda reagendamento.

Veja a notícia completa