+351 21 842 71 00

Pedro Manuel Eugénio Paúl(1960-2017)

    Homenagem

    O Azar da Sorte

    Texto em memória ao Dr. Pedro Paúl

    Foi a sorte que nos fez conhecer e tornar Amigos! Ou como dizem os nuestros hermanos, foi completamente “al azar” que a nossa Amizade surgiu!

    Ninguém nos forçou, ninguém planeou ou manietou para que a consideração e o respeito mútuo crescesse de tal forma que olhasse para ti, quase como se um instinto paternal se tratasse.

    E vendo bem, agora olhando para trás, não havia razão nenhuma para nos tornarmos Amigos…
Eu era apenas um recém licenciado, um fedelho inexperiente de 24 anos em que dia -após -dia fui vendo e aprendendo contigo.
Cresci e escalei porque me deixaste. E sei que até tinhas um orgulho de cada vez que chegava junto a ti, com alguma coisa nova para contar.

    Não levou muito tempo a compreender o que me unia a ti e me tornava um adepto do teu estilo glamouroso e cortês. É que tu, sabias melhor que ninguém apreciar as coisas boas da vida!

    Foi contigo que aprendi um lado sensível da Medicina, que não vem escrito nos livros, nem se rascunha nas sebentas e que até os Mestres são mesquinhos a ensiná-los aos aprendizes. Ensinaste-me a ser Médico de e para Pessoas. Está certo, que em troca eu te ensinei um conjunto de técnicas, mas o Médico eras tu!

    Daqueles Médicos, talhados para cuidar e atenuar o sofrimento dos doentes, que nos procuram muitas vezes com esgares de sofrimento profundo e que só o sorriso e descontração que fazias ao recebê-los apaziguava e confortava logo os doentes.

    Ouvi vezes sem conta; ” vamos devagar que temos pressa” teimavas tu em dizer quando o fedelho se entusiasmava.

    E assim se passaram 12 anos, onde o teu voto de confiança cresceu e deu-me provas irrepreensíveis de uma Amizade eterna.

    Não é comum ter-se um chefe de quem se goste tanto! E se isso aconteceu, foi porque genuinamente eras boa pessoa, com princípios e valores à antiga.

    No meio desse glamour e charme ao melhor estilo do George Clooney, estavas repleto de boas intenções, onde o teu lado puro e solidário era sempre atento, não deixando nunca de apoiar ninguém. Com o tempo, fui-me apercebendo que também para a família, amigos, políticos ou não, de cores vermelhas ou nem tanto, todos se apoiavam em ti. Como se de um pilar, uma estaca se tratasse, eras uma referência para tantos!

    Enfim, foi o Azar da Sorte que ditou isto tudo! Ou então, não! Terá sido e foi um daqueles dito cujos que o Lobo Antunes tem autorização e legitimidade de escritor para maltratar, que levou a sorte toda!

    Agora não interessa, se não percebemos a vida, como podemos entender a morte!?!

    Mas deixa la meu Amigo Pedro, não será o luto que vai manchar o branco imaculado das nossas batas e não nos deixar perpetuar aquilo que nos ensinaste: Um Sorriso de um Médico, ajuda a atenuar a dor!!

    E eu prometo-te que vou continuar a sorrir por ti!

    Obrigado Pedro Paúl

    Miguel Pavão, médico dentista

     

    Datas

    Nome completo: PEDRO MANUEL EUGÉNIO PAÚL
    Nome Clinico . : PEDRO PAÚL
    Cédula :  30061
    Naturalidade: Freguesia do BONFIM, PORTO
    Data nascimento: 11/03/1960
    Data de inscrição na OM: 13/01/1986
    Data de formatura:  9/10/1985
    Faculdade: UNIVERSIDADE DO PORTO
    Especialidade: ESTOMATOLOGIA
    Data de falecimento:  5/07/2017

    Author Info